terça-feira, 24 de julho de 2012

Agente morto: depoimento compromete Cachoeira @Reinaldo_Cruz @19200_Gilson #19200 http://t.co/KQBJvYaX

Em depoimento, um policial diz que o agente morto em Brasília teria sido abordado por PM’s ligados a Cachoeira na operação Monte Carlo
Um policial federal afirmou nesta terça-feira, em depoimento à Justiça Federal em Goiânia, que o agente da Polícia Federal assassinado na semana passada em Brasília, havia sido abordado por PMs ligados ao grupo de Carlinhos Cachoeira durante a Operação Monte Carlo.
Wilton Tapajós Macedo foi morto no Cemitério Campo da Esperança, em Brasília, enquanto visitava o túmulo dos pais. Segundo o depoente havia policiais que recebiam valores mensais do grupo do contraventor. E que além disso foram identificados casos de pagamento de propina a policiais civis e até a tentativa de obter informações da Força Nacional de Segurança.

A Polícia Civil e a Polícia Federal abriram investigação para apurar a morte do agente federal.

Seguidores

Pesquisar este blog