terça-feira, 9 de agosto de 2011

@Reinaldo_Cruz fundador e CEO @Questao_brasil ,Publisher @assuntosdegoias http://t.co/oQGiC3r http://yfrog.com/ke0kymj #SPL

Os velhos conceitos e uma nova ordem no futebol Mundial. A Espanha com dois grandes clubes apenas, vem ditando o ritmo e o estilo do futebol mundial á décadas. A sua seleção tinha fama de amarelar sempre que disputava grandes competições, mas isso acabou em 2008 e se confirmou em 2010. Com futebol de toques rápidos, e esquemas táticos bem definidos, os espanhóis valorizam sempre a posse de bola e isso os levou a conquistar a Eurocopa e a Copa do Mundo, enterrando a fama de amarelão. A meta agora é deixar de transformar sapos de outras nações em príncipes do esporte. Entre os girinos que passaram por Barcelona ou Real Madrid, já que o campeonato da Liga Espanhola só tem dois times com capacidade de erguer os canecos mais importantes, podemos citar Luís Figo, Ronaldinho Gaúcho e Lionel Messi que sem a camisa dos clubes nunca jogaram tudo isso, mas foram ou são melhores do Mundo. A Seleção Espanhola que conseguiu atingir o ápice da realeza, adquirindo respeito e consideração do mundo da bola e quer agora colocar seus jogadores no pedestal que há muito tempo já deveria ter um espanhol eleito melhor do Mundo. Claro que pela Liga da Espanha passaram centenas de craques de várias nacionalidades e com a camisa magistral azul grená ou lendária camisa branca, alguns deles até fizeram por merecer a consagração, mas outros inverteram a ordem natural e conseguiram, não sei como, a honraria máxima individual no futebol, que é ser eleito melhor do Mundo. A eleição anual de melhor jogador, independente da Copa do Mundo passou a ser realizada a partir de 1991 e teve o Alemão Lothar Matheus como vencedor. O Barcelona e o Real Madrid trocaram várias vezes de treinador neste período, mas a filosofia de jogo parece que sempre foi a mesma com todos eles. Para cada fera que passou e se consagrou na liga espanhola, surgiu em sua época um nativo bom de bola que ajudaria o gringo a virar estrela de primeira grandeza. Mas estes absurdos só se tornaram possíveis, por que a FIFA. A UEFA, Confederações, técnicos e jogadores corroboraram para que isso acontecesse. Vejamos o futebol atual só para citar um exemplo recente: Quem foi eleito o melhor do Mundo em 2010? Lionel Messi. Já que o Messi está sempre no noticiário, faz muitos gols com a camisa do Barcelona, você deve achar normal que seja ele. Certo? Senão Vejamos em 2010, Messi foi campeão com o Barcelona da Copa do Rei e da Liga Espanhola que só tem dois times que brigam pelo titulo todos os anos. Perdeu a Liga dos Campeões, foi eliminado da Copa do Mundo nas quartas de final com a seleção Argentina e pasmem sem marcar um golzinho sequer. O Holandês Snider é tão habilidoso, quanto, fez parte de uma seleção que disputou o titulo da Copa Mundo, marcou gols decisivos, levantou a Champions Legue com a Internazionale, inclusive eliminando o Barcelona de Messi e de quebra foi campeão Italiano. Para a FIFA tudo isso são apenas detalhes, já que Snider sequer ficou entre os três melhores de 2010. Quer outro exemplo absurdo? Então vamos lá. Xavi e Iniesta, dois jogadores do mesmo Barcelona e da seleção espanhola, conquistaram com o clube, o mesmo que Messi, só que com a Seleção de seu País eles conseguiram o título máximo do futebol. A Copa do Mundo. Pasmem, Iniesta foi o autor do gol do título da Fúria, mas para a FIFA ele tem sóque bater palmas para Messi que sequer achou o caminho das redes na África do Sul. Na Copa América deste ano essa nova ordem do futebol Mundial deu as caras novamente e levando em conta os resultados de campo, Brasil e Argentina não vão figurar nem entre as cinco seleções do seu continente, mas com certeza Messi que de novo passou em branco, vai estar lá para ser reverenciado pelo Mundo da bola e do Marketing, como ele não fez gol, as explicações vem de todo tipo daqueles que o defendem, pois deu belos passes. Então tá, ficamos assim, Messi hoje esta para o futebol Mundial como estava o Zico em sua época, era um monstro jogando futebol, mas faltou lhe sorte com a Amarelinha do mesmo jeito que tem faltado á Pulga Argentina que há 7 anos é cantado em verso e prosa pelos Europeus e eu e os Hermanos não conseguimos ver essa Coca Cola toda. Se seguir vendendo bem produtos extra campo, Neymar nem vai precisar jogar muito para chegar ao topo do Mundo um dia. A FIFA garante

Seguidores

Pesquisar este blog